O sonho de muita gente é poder investir em imóveis algum dia. Afinal, ter casas e apartamentos disponíveis para venda ou locação pode ser uma forma de conseguir uma boa grana extra. Porém, antes de tomar qualquer decisão e colocar dinheiro nesse tipo de bem, é importante conhecer os riscos de investir em imóveis, embora corretores e profissionais do ramo imobiliário acreditem que, quando a aplicação é bem administrada e monitorada, as chances de errado ou são pequenas.

Riscos de investir em imóveis

6 riscos de investir em imóveis

1. Consultoria imobiliária

Um dos maiores erros na hora da compra é pensar que é totalmente possível fazer tudo por conta própria, sem o auxilio de um corretor ou um profissional capacitado. Investir não é barato, então a dica é procurar alguém de confiança pra conhecer os melhores caminhos e fazer com que todo o processo ocorra corretamente, sem surpresas ao longo da negociação.

2. Custos elevados

Todo mundo sabe que comprar um imóvel não custa pouco, né? O investimento é alto e, enquanto a casa ou o apartamento não é alugado ou vendido, é o proprietário, ou seja, o investidor que precisa realizar manutenções pra deixar tudo organizado e sem problemas, além de precisar arcar com os gastos de IPTU e de condomínio.

3. Baixo rendimento

Se o objetivo do investidor não é morar no imóvel, pode ser que o valor do aluguel que ele deseja cobrar do inquilino seja inferior se comparado ao seu investimento. Pra não ficar no prejuízo, a consulta a um profissional adequado vai ajudar.

4. Desvalorização

Antes de comprar é preciso levar em conta alguns pontos essenciais, como a localização, as proximidades e os fatores que influenciam no valor do bem na hora da venda, da compra ou da locação, por exemplo. Além disso, pra não ocorrer grande desvalorização, manter o imóvel atrativo e sempre em ordem é imprescindível.

5. Baixa liquidez

Sabemos que o imóvel é algo físico e palpável, não é mesmo? Então vamos supor que uma pessoa acabou de receber um valor de herança, por exemplo, e decide colocar em prática o sonho de investir em imóveis. Após um tempo da compra, as contas apertam, ela precisa de dinheiro e o imóvel está parado, sem vender e sem alugar. Relembrando: imóvel é um investimento alto, e negociá-lo às pressas não é tarefa fácil, além de precisar enfrentar toda a burocracia envolvida nessa negociação.
Isso significa que se o dinheiro da tal herança tivesse sido aplicado diretamente em uma poupança, por exemplo, e não aplicado em imóveis, seria menos complicado de ter acesso a ele.

6. Riscos de mercado

Falamos em desvalorização, mas grande parte disso vem de como está o cenário financeiro e imobiliário do país. Antes de efetuar a compra, a dica é verificar, juntamente com um corretor, questões como inflação, taxas de juros pra empréstimos e financiamentos, PIB e também as tendências do mercado imobiliário. Com certeza isso ajuda o investidor a comprar um imóvel dentro do orçamento e com melhor custo-benefício, além de evitar que o o imóvel seja vendido por um valor mais alto do que realmente vale.


Deu pra dar uma clareada nos riscos de investir em imóveis? Esses são alguns dos perigos que todo investidor está sujeito a enfrentar quando opta por comprar imóveis, mas, como dito anteriormente, é tudo uma questão de administração e de como você enxerga o seu investimento.

Caso surja alguma dúvida, fale com a gente pelo e-mail [email protected], encontre-nos nas redes sociais ou deixe seu comentário aqui no blog mesmo, pois vamos adorar a sua participação!