Depois de escolher uma casa ou um apartamento perfeito para você, vem a etapa de providenciar os documentos. É exatamente nessa fase que as pessoas ficam com muitas dúvidas. Uma das principais questões é a seguinte: qual o valor da escritura do primeiro imóvel?

Neste artigo, vamos relembrar a função desse documento e, claro, te mostrar como calcular o preço corretamente. Aproveite!

O que é a escritura de imóvel?

Para você entender direitinho o que é a escritura de imóvel, vamos pensar em todo o processo da documentação para compra da casa própria. Certo?

O primeiro passo é providenciar um contrato para formalizar as intenções do comprador e do vendedor. O que acontece é que, quando a casa ou o apartamento custa menos do que 30 salários mínimos, é possível usar o contrato para o registro de imóvel no cartório.

Agora, se a propriedade tiver preço maior do que 30 salários mínimos, é necessário fazer a escritura. Isso significa pegar o contrato, ir até o cartório e solicitar o registro para transformar o imóvel privado em público. Por fim, basta registrar a propriedade.

No quadro “E agora, Raquel?” no Youtube da Taperinha, já falamos sobre essas diferenças. Vale a pena conferir!

Qual o valor da escritura do primeiro imóvel?

O preço da escritura de casa ou apartamento pode variar bastante. É que o valor é baseado no custo do imóvel. Além disso, há algumas taxas com valores diferentes de acordo com cada estado.

Aliás, dependendo da localidade, o comprador pode conseguir um desconto de até 50% no preço do registro, quando o imóvel é financiado. De qualquer forma, a melhor solução é sempre reservar o equivalente a 4% do valor da propriedade para você pagar os custos de documentação.

Outros cuidados essenciais

No mais, nunca é demais lembrar que antes de fazer a sua mudança, confira se o imóvel está com tudo funcionando perfeitamente. Embora seja comum as propriedades passarem por vistorias, também é importante você mesmo fazer a checagem.

Se preciso, conte com a ajuda de uma imobiliária. Afinal, ninguém entende melhor sobre negócios e documentações de propriedades do que os executivos de venda.

O que achou deste artigo? Aproveite para conhecer mais dicas aqui no blog! E se você tiver mais alguma dúvida, não deixe de comentar logo abaixo!