É comum as pessoas terem o costume de projetar o começo de ano como uma excelente oportunidade para mudanças. O novo ano e as oportunidades para organizar a vida em seus diversos aspectos movimentam, inclusive, o mercado imobiliário – mas não devido à alta temporada de verão e o movimento de casas de praia, e sim da venda e locação de imóveis para morar. Isso acontece por diversos motivos: seja por querer morar em uma nova casa, pelo encerramento de contratos vigentes, pelo início do ano letivo em universidades e escolas e diversos outros motivos.

Isso indica que janeiro e fevereiro são meses de alta procura por imóveis. Uma pesquisa da plataforma QuintoAndar indica que a locação pode ser até 50% mais ágil neste período e que proprietários que alugam seus imóveis podem locar de 35% a 50% mais rápido que nos demais meses do ano. O Grupo Zap também observou dados relevantes, como a queda pela procura e fechamento de contratos imobiliários no último trimestre de 2019 e sua recuperação logo no início do ano seguinte – no caso, 2020.

Esta movimentação no primeiro bimestre do ano é oriunda principalmente por ser uma época de procura por estudantes, que agitam o mercado de aluguel de imóveis para encontrar um lugar para morar na cidade em que vão estudar. Este período de locações também exige trabalho da imobiliária, que precisa arcar com toda a demanda de procura e também angariar imóveis para ter opções variadas para o público, o qual busca principalmente por boa localização, proximidade a facilidades e a pontos de ônibus, etc.

Mas e como fazer um bom negócio neste início de ano? Confira algumas dicas que a Taperinha selecionou para você:

1- Comece sua pesquisa já na primeira semana do ano!

Os primeiros dias do ano costumam ser tranquilos nas imobiliárias. Se você iniciar sua pesquisa neste período, as chances de encontrar imóveis melhores e fazer boas negociações são maiores.

2- Fique de olho na documentação

Antes mesmo de bater o martelo sobre a sua decisão, deixe a documentação necessária já pronta para agilizar o processo de aprovação de crédito na imobiliária. Quando você encontrar um imóvel, o cadastro já estará aprovado, sem risco de perder a oportunidade e ainda com mais agilidade na entrega das chaves.

3- Faça negócio com uma imobiliária

Fazer negócio diretamente com o proprietário pode ocasionar o famoso “barato que sai caro”. O comprador ou inquilino pode correr riscos como vistoria com imprecisões, cobranças abusivas e a entrega do imóvel em condições precárias. Ao realizar a negociação de um imóvel com uma imobiliária, os processos são seguros e confiáveis.

Com o começo de ano e o desejo de mudança de vida por vários motivos, não é somente o mercado imobiliário que encontra boas oportunidades de negócio: o consumidor encontra ânimo e vigor para começar o ano com o pé direito e em um novo lar. Neste vai e vem imobiliário, todos tendem a ganhar! Não esqueça de anotar nossas dicas para o melhor negócio e, é claro, conte com a Taperinha para encontrar o seu próximo imóvel, seja para alugar ou comprar.