Imobiliária Taperinha Santa Maria RS - História da Jocelaine
 
– Depois dos 40 anos parece que muda até a concepção de amor. Com os filhos, o casamento, a maturidade e, até as perdas, eu passei a ser mais tolerante, a amar mais e até a compreender melhor os outros. Chega um momento que a gente aprende a valorizar, a ceder e a entender que ninguém é perfeito – relata a corretora de imóveis Jocelaine Mello Pereira Aguiar, 44 anos.
 
Jocelaine relembra de histórias como quem acabara de ler um livro. Preocupada em contar um pouquinho de tudo que já viveu, ela fala da vida em capítulos. Fala da família, da profissão, do amor e da visão de mundo que, segundo ela, só a maturidade e as vivências lhe proporcionaram.

Imobiliária Taperinha Santa Maria RS - História da Jocelaine

Casada há 27 anos, Joce, como é popularmente conhecida, é mãe de Bruno, de 26 anos, Vitor, de 22, e Lauren, de 19. Embora já crescidos, ela conta com certa timidez que ainda os trata como se fossem crianças. Foi pelo trio que ela disse ter depositado todas as expectativas e também valido a pena algumas dificuldades e concessões. Entre os sonhos da sua vida, estavam ser corretora e cursar a faculdade de Direito, mas antes era preciso formar os filhos. Foi somente após os 40 anos que ela pôde se dedicar a si própria.
 
– Meu marido é policial militar. Sou de Santa Maria, mas, com ele transferido, acabei indo morar em Tupanciretã e, depois, em Caxias do Sul. Lá cheguei a fazer o curso Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) em 2005, mas acabei trabalhando anos nas Lojas Renner, primeiro em Caxias, depois aqui. Quando fomos comprar nossa casa ou quando algo envolvia imóveis, as pessoas ficavam impressionados como eu gostava de negociar e tinha facilidade de localização – conta Jocelaine que em 2011 resolveu trocar de emprego, se dedicar à faculdade e se tornar, finalmente, corretora de imóveis.
 

“Bem neste corredor, olhei e pensei: é aqui que quero trabalhar”

 
Já com os filhos encaminhados, o curso de Direito concluído e segura na profissão de corretora, Joce ainda queria ir além. O passo à frente, segundo ela, foi coroado com o convite para trabalhar na Imobiliária Taperinha. Atualmente, é uma das mais recentes colaboradoras, mas não a menos dedicada e envolvida à filosofia da empresa.
 
– Comecei a trabalhar aqui no final de abril deste ano. A Taperinha sempre foi uma referência, pela seriedade e organização, e era algo que eu queria alcançar. Até lembro que uma vez fiz um negócio com o corretor Paulo e, quando passei bem neste corredor, olhei e pensei: é aqui que quero trabalhar – lembra a corretora, apontando para o segundo andar da loja de vendas, em frente à sala de reuniões.
 
Joce, que agora tem pouco mais de três meses de Taperinha e 44 anos de vida, confessa que se sente realizada. Para ela, cada ano vivido vale se conhecer melhor:
 
– A felicidade são as pequenas coisas. Os 40 anos não são nem a metade da vida. Nunca é tarde para sonhar e buscar aquilo que tu gostas e que tu almejas.
 
Imobiliária Taperinha Santa Maria RS - História da Jocelaine
 

Confira o Vídeo da Jocelaine

 

 
Texto: Pâmela Rubin Matge
Fotos e vídeo: Juliano Mendes