Morar em condomínio exige muita tolerância, sensatez e, principalmente, paciência. Afinal, ao optar pelo combo viver no coletivo + com pessoas pouco conhecidas, é necessário estar preparado pra encarar as mais diversas situações. Além disso, compartilhar o mesmo endereço com outros envolve muitas questões administrativas. Entre elas, as taxas de condomínio que, normalmente, são calculadas com base na fração ideal.

O que é a fração ideal?

fração ideal é a porção de uma área privada e comum pertencente a cada um dos condôminos, ou seja, qual quantidade de área cabe a cada proprietário que vive no empreendimento. Dessa forma, a responsabilidade de cada um vai além do seu próprio imóvel. Áreas como piscina, salão de festas e estacionamento, por exemplo, também são compromisso de todos!

Neste vídeo, a Raquel explica de um jeito supercompleto e fala o porquê do valor do condomínio, às vezes, ser alto. Confira!

Como saber se a fração ideal está correta?

Sempre em porcentagem, um valor 0,…% irá constar na matrícula do seu imóvel. Pra saber se ele está correto e se você realmente paga um valor justo que não contemple despesas que não devem ser cobradas mensalmente na taxa de condomínio, considere a fração ideal da matrícula, descubra quantos imóveis o seu condomínio possui e se as medidas das unidades residenciais são todas iguais. Após ter certeza desse dado, some as frações ideais de todos os imóveis. O resultado desse cálculo deverá sempre ser, obrigatoriamente, 1.

fracao-ideal

No caso do condomínio possuir unidades residenciais com diferentes áreas, as frações ideais também serão distintas pra cada imóvel. Porém o total de 1 no somatório final sempre deve prevalecer. Além disso, é claro que os condôminos que vivem em imóveis maiores pagarão uma taxa mais alta do que os moradores de residências menores. E até mesmo os ambientes comerciais do condomínio, embora ocupem um espaço no térreo, não usem a portaria e tenham entrada de água distinta dos moradores, deverão pagar a taxa e já falamos sobre isso aqui!

Conseguiu dar uma clareada e entender se a sua taxa de condomínio está nos conformes? É muito importante conferir a porcentagem que consta na matrícula do imóvel pra saber se ele realmente está correto. Afinal, ninguém quer pagar o que não deve, né?
Se você ficou com dúvidas, comente aqui mesmo ou envie pra taperinha@taperinha.com.br que nós esclarecemos tudo pra você!