Histórias Taperinha Regiane
 

Conheça Regiane, a dinâmica corretora da Imobiliária Taperinha

 
Ela tem os pés no chão e a cabeça no mundo. Um de seus sonhos é conhecer a cidade que leva o sobrenome da mãe, Liesenfeld, na Alemanha. Enquanto isso trabalha duro, porque, mesmo sonhadora, acredita que na vida nada “cai do céu”. Turismóloga por formação e uma grande negociadora por vocação, Regiane Maria de Oliveira, 37 anos, compõe a equipe de corretores da Imobiliária Taperinha.
 
– Adoro o que faço. Sempre busco me atualizar e chego aqui com o espírito de trabalhar. A rotina de corretor não pode ser um oba-oba. Cada venda é um quebra-cabeça. É preciso muita persistência, conversa e jogo de cintura – explica Regiane.
Histórias Taperinha RegianePersistência e vontade são as marcas da moça de sangue alemão que, desde 1997, deu continuidade à sua história em solo santa-mariense. Da cidade natal, Santo Cristo, Região Noroeste do estado, ela trouxe na bagagem uma infinidade de lembranças. São exemplos, uma máquina fotográfica que ela ainda guarda com carinho, as fotos do Deutche Cultur Grupp – coral alemão que participava nos tempos de escola, os encontros familiares  nas Kerbs, típicas festas alemãs regadas a comida, dança e alegria. Família, aliás, é sinônimo de porto seguro para Regiane. Ao falar das filhas Eduarda e Manuela, a séria corretora se emociona e não contém as lágrimas, afirmando que elas são o seu porto seguro. Nostálgica, ela também recorda vivências e fala sobre costumes adquiridos a longa data:
 
– A família do vô e da vó era de 11 filhos. A minha melhor lembrança da infância era a primaiada junta. Lembro dos preparativos para Kerbs, que iniciavam uma semana antes com cuca e bolacha enfeitada (risos). Alemão gosta muito de casa arrumada, flores, horta e amigos. Isso tenho na minha casa até hoje.
 

Com a Taperinha para fazer a diferença

 
Histórias Taperinha RegianeSucesso em vendas, Regiane atua na profissão desde 2000. Na Taperinha ela chegou em outubro de 2012, depois de experiente trajetória que passou por anos de faculdade, cursos, demais empresas e até o trabalho com financiamento imobiliário em um banco privado.
 
O desejo de integrar o quadro de colaboradores da Taperinha já era antigo e sintonizava com a vontade de fazer a diferença e crescer profissionalmente. Anos depois, a parceria concretizada tem surpreendido, rendendo histórias para quem compra e para quem vende.
 
– Sempre achei uma imobiliária diferenciada. Classificava pelo jornal, marketing e estrutura. Sem falar que quando cheguei conheci o setor jurídico e a ótima carteira de locação da empresa, o que é muito importante para quem trabalha com vendas. Meu trabalho nunca é monótono. Costumo dizer que as histórias inusitadas do dia a dia de um corretor renderiam um blog. Já fiz vendas de gente que doou tudo para caridade. Já houve de eu marcar visita a um imóvel e encontrar, no mesmo lugar, mesma hora e com mesmo nome, uma outra pessoa que não tinha nada a ver com a venda. Acontecem coisas engraçadas, tristes, mas várias encantadoras. Cada pessoa carrega coisas diferentes e histórias diferentes. Isso é muito bom – resume Regiane.
 
Histórias Taperinha Regiane
 
Texto: Pâmela Rubin Matge
Fotos: Juliano Mendes