Pra oferecer um serviço de qualidade a todos os moradores, os síndicos precisam enfrentar grandes dores de cabeça durante o mandato. Afinal, eles têm suas responsabilidades e tarefas além das administrativas do condomínio, que não é a sua “área de formação” e, muitas vezes, nem a sua fonte de renda. Pra facilitar essa condução e gerenciamento, surge a administradora de condomínios, que, por trás da pessoa física do síndico, é a pessoa jurídica responsável por serviços fiscais, trabalhistas, tributários, jurídicos e de manutenção, por exemplo.

Então, ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, uma administradora de condomínios não existe somente pra pagar as contas e organizar a papelada do prédio. É necessário ter uma variedade enorme de conhecimento pra fazer o condomínio, que é praticamente uma empresa, ficar em ordem e andar pra frente.

Afinal, o que faz uma administradora de condomínios?

A principal função da administradora de condomínios é auxiliar o síndico nas tarefas administrativas, como  as manutenções necessárias, o envio de convocações de assembleias, a emissão de boletos aos moradores, o recebimento dos valores pagos, o apoio contábil pra organizar o dinheiro arrecadado, a avaliação adequada das despesas do condomínio, as previsões orçamentárias, a contratação e demissão de funcionários e a elaboração de contratos.

Quem define a administradora de condomínios?

Quem determina qual administradora de condomínios vai ser o braço direito do síndico é o próprio síndico. No entanto, essa escolha pode ir pra assembleia e realizada em conjunto com os demais moradores.

É superimportante ressaltar pra toda a vizinhança que o preço cobrado pelos serviços da administradora de condomínios realmente é importante, mas jamais pode ser o fator decisivo da escolha. Afinal, na maioria das vezes, ter uma administradora pra gerir o condomínio é a parte mais barata no rateio das despesas.
Além disso, todos devem estar cientes de que a empresa precisa oferecer todos os serviços necessários pro bom funcionamento do condomínio, sendo que o preço mais baixo de algumas pode significar a falta de determinados auxílios.

Administradora de condomínios


Ficou com dúvidas? Entre com contato com a gente pelo e-mail taperinha@taperinha.com.brpelas nossas redes sociais ou comente aqui no blog que a gente esclarece tudo pra você!