Poupar dinheiro é um grande desafio para você? Se sim, chegou a hora de rever isso. Afinal, para realizar o sonho de subir ao altar, é preciso ter muita organização financeira. Mas como juntar dinheiro para o casamento? O ideal é você mapear todos os seus gastos e, depois, colocar as ações de economia em prática. 

Confira todas as nossas dicas e junte grana sem sacrifícios! 

Defina um planejamento

O quanto de verba você precisa para se casar? Qual a data do casório? Responder essas duas perguntas é o primeiro passo do planejamento ideal. Depois que você já souber o valor do investimento e o dia da oficialização, dá para pensar em como economizar.

8 dicas para juntar dinheiro para o casamento

A tarefa de juntar dinheiro para o casamento depende de dois pontos: corte de gastos e formas de ganhar mais grana. 

Então, pegue papel e caneta ou use uma planilha no Excel e anote todos os seus custos, desde o pagamento da conta de luz até a balinha que você costuma comprar no dia a dia. Aliás, existem alguns aplicativos de celular que contabilizam os gastos diários, aproveite! 

Agora que você já sabe a média dos seus gastos, vamos às dicas de economia: 

  • foco na sua meta: a organização financeira precisa de muito foco, por isso, tente sempre controlar aquela vontade de comprar uma roupa nova, fazer uma viagem de fim de semana ou sair com os amigos; 
  • priorize o pagamento à vista: essa é uma prática que, muitas vezes, pode te dar descontos. Fora isso, evita que algumas dívidas virem uma bola de neve, como é mais comum em compras parceladas;
  • repense suas formas de lazer: é claro que todo mundo gosta de sair aos fins de semana, mas ao invés de ir para o happy hour, que tal marcar uma descontração em casa?
  • peça descontos: muita gente tem vergonha de pedir descontos, mas essa é uma prática fundamental para economizar. Não hesite!
  • pesquise preços: antes de comprar qualquer coisa, confira os custos das lojas físicas e virtuais; 
  • evite desperdícios com comida: sabe aquela fruta ou legume que, às vezes, estraga e você joga fora? Isso significa dinheiro no lixo. Então, evite todo tipo de desperdício; 
  • converse abertamente com o seu parceiro(a): nunca é demais sentar e conversar francamente com a outra pessoa para analisar como vocês estão gastando o dinheiro; 
  • procure freelas: se você viu que cortar os gastos ainda não é o suficiente para juntar dinheiro para o casamento, por que não fazer freelas? Vender alguns docinhos durante a semana, ou ainda, trabalhar em bares e buffets de sábado e domingo ajuda bastante; 

Então, tudo pronto para começar o seu planejamento e realizar o grande sonho do matrimônio? Confira ainda outras dicas para você viver e morar bem aqui no blog da Taperinha