Vizinhos barulhentos? Saiba como lidar com esse problema

6 de dezembro de 2016 Por Taperinha

No próximo dia 23 de dezembro é comemorado o “Dia do Vizinho”, mas nem sempre as comemorações são positivas. No E agora, Raquel dessa semana trazemos o caso do Carlos, que está incomodado com o barulho que o seu vizinho está fazendo.  Além das dicas do vídeo, separamos mais algumas para você que, assim como o Carlos, não sabe como lidar com o vizinho barulhento. Confira algumas sugestões que podem te ajudar a solucionar este problema:

Primeiramente vale salientar que existe o artigo 42 da Lei das Contravenções Penais que trata da perturbação alheia. O texto diz que “perturbar alguém, o trabalho ou o sossego, com gritarias ou algazarras, exercendo profissão incômoda ou ruidosa, abusando de instrumentos sonoros; provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda” tem como consequência, prevista na lei, a penalidade de um ano de prisão. Além disso, é importante ressaltar que, até mesmo barulhos de reformas, que não respeitam o horário de silêncio, podem caracterizar-se como incômodos.

Porém, sempre esperamos que tudo se revolva com um bom diálogo e que não tenha problemas ainda maiores. Para isso, a primeira dica é procurar o seu vizinho e tentar uma conversa amigável. Explique como o barulho tem atrapalhado a sua vida e sugira um acordo. Leia o regimento do seu condomínio e se necessário, converse com outros vizinhos para saber se alguém mais está incomodado com o barulho. Contudo, caso o diálogo não funcione procure o síndico e/ou autoridades e tome providências legais.

unnamed

Mas o mais importante de tudo nesse processo é ter bom senso. Conheça os seus vizinhos: desde os mais barulhentos até os mais quietos e se possível, registre sempre suas queixas formalmente seja por meio de cartas ou e-mails para que no futuro, caso você deseje recorrer a justiça, tenha provas de que tentou contato.

E aí, conseguimos te ajudar? Conte para a gente nos comentários se você esta passando por alguma situação dessas e se nossas dicas te ajudaram. Não deixe de assistir aos vídeos do nosso canal  E agora, Raquel? , compartilhar nas redes sociais e, quem sabe, ajudar um amigo ou parente que está passando por este problema.