Mundo imobiliário: Quais os riscos de investir em imóveis?

3 de abril de 2017 Por Taperinha

O sonho de muita gente é, um dia, poder investir em imóveis. Afinal, pode ser uma renda extra e rentável. Porém, antes de tomar qualquer decisão, é importante você conhecer alguns cuidados que deve ter. Mas será que há algum risco nisso? Segundo corretores e profissionais do ramo imobiliário, as chances de um investimento em imóvel dar errado ou não ser rentável é pequena, desde que seja bem administrado e monitorado. Para ajudar você, que está pensando em adquirir sua casa própria ou investir nesse ramo, separamos algumas dicas e cuidados para que toda jornada de compra/venda ocorra sem problemas.

capa_grafico

• Consultoria: Um dos maiores erros na hora da compra é achar que você pode fazer por conta própria, sem o auxilio de um corretor ou um profissional capacitado. Tome cuidado com isso, pois é um investimento caro, por isso é necessário que tudo ocorra corretamente e não haja surpresas no meio do caminho, ainda mais se esse imóvel for a sua casa própria.

• Custos elevados: imóveis não são baratos, por isso seu investimento será alto. Além disso, enquanto seu imóvel não aluga ou não vende, você precisa realizar manutenções para que tudo fique organizado e sem problemas. Se seu imóvel estiver desocupado também terá gastos com IPTU e condomínio, ou seja, antes de comprar você precisa conhecer como tudo funciona.

• Baixo rendimento: Se seu objetivo não é morar neste imóvel, por vezes, o valor do aluguel que desejará cobrar de seu inquilino será inferior comparado ao seu investimento. Para isso, consulte um profissional.

• Desvalorização: Essa questão é um pouco diferente. Antes de comprar você precisa levar em conta pontos essenciais como: localização, proximidades e fatores que influenciam na hora da venda/compra. Além disso, para a desvalorização não ocorrer você deverá manter seu imóvel sempre em ordem e atrativo.

• Baixa liquidez: Sabemos que o imóvel é algo físico e palpável, não é mesmo? Mas o que eu quero dizer com isso? Vamos supor que você recebeu um valor de uma herança, por exemplo, e decide comprar um imóvel. Após um tempo da compra, você precisa de dinheiro e seu imóvel não vende e nem aluga. Como disse, imóvel é um investimento alto e se você precisar vendê-lo rapidamente será muito difícil, além de toda burocracia envolvida para a venda. Talvez, se você tivesse aplicado este dinheiro em uma poupança, ao invés de comprar um imóvel não estaria tão apertado nesse caso. Porém, é um processo lento, mas que traz resultados se você realizar todas as fases com sabedoria.

• Riscos de mercado: Falamos em desvalorização, mas grande parte disso vem de como está o cenário financeiro e imobiliário do país. Antes de efetuar sua compra verifique questões como: inflação, taxas de juros para empréstimos e financiamentos, PIB e também quais as tendências do mercado imobiliário. Com certeza isso vai te ajudar a comprar um imóvel dentro do seu orçamento e com um custo-beneficio bom. Um corretor pode te ajudar nesse processo, além de alertar sobre os valores dos imóveis atualmente – para que você não pague além do que o imóvel vale realmente.

Esses são alguns riscos que você pode estar sujeito a enfrentar quando opta por investir em um imóvel, mas como dito anteriormente, é tudo uma questão de administração e como você enxerga o seu investimento. Caso surja alguma dúvida, você pode enviar para a gente pelo e-mail marketing@taperinha.com.br ou utilizar a área de comentários para conversar conosco. Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais, adoramos a sua participação!